Recorro a alguma pesquisa para saber mais sobre a autora. Citando o poeta Gonçalo Salvado, Beatriz Delgado (n.1900- f.1993?), “… alcançou na década de 1920 sucesso considerável como poeta.

Hoje completamente esquecida, fez parte do grupo de mulheres poetas amorosas que se evidenciaram na poesia portuguesa, na primeira metade do século XX, como Florbela Espanca, Judith Teixeira ou Virgínia Victorino.

Na sua época, a sua poesia (como a de Judith Teixeira) foi considerada de “lúbrica” e imoral. “A mais pagã das nossas poetisas”, lhe chamaram. Não tendo propriamente a estatura literária de uma Florbela, ou a força eruptiva de uma Judith Teixeira, esta poetisa do amor (que ainda colaborou na histórica revista “Contemporânea”) merece redescoberta…”.

Que “Vicios” serão estes, que confissões poéticas nos traz Beatriz Delgado, nesta belíssima 1ª edição, esgotada 8 dias após ter sido colocada à venda, tendo a 2ª, esgotado 30 dias depois?

Livro disponível aqui: https://doutrotempo.com/produto/poesia-meus-vicios-confissoes-de-beatriz-delgado-livros-usados

Partilhe nas redes sociais
0

Carrinho